Rope Jumping: O salto de corda mais aterrorizante em atividades de aventura na Pedreira do Dib

Image and video hosting by TinyPic

 

E você pensou que um passeio de parque temático era ruim. Este é o salto de corda, (Rope Jumping) uma nova atividade de aventura que é parte escalada, parte do parque de mergulho de penhascos e todas as partes absurdas do estômago-balançando. Esse tipo de atividade vem crescendo muito no Brasil e pode ter certeza é diversão e medo garantido, no bom sentido é claro.

Pedreira_Dib_Das_Trips_Leandro_Mikk_02
Frio na barriga

O salto com corda (Rope Jumping) é similar em conceito ao bungee jumping, uma corda muito resistente separam você do final da pedreira, então os saltadores não saltam, mas diminuem a velocidade quando se aproximam do final de sua queda livre.

Estamos na Pedreira do Dib na Serra da Cantareira – a maior floresta urbana do mundo. A Pedreira do Dib fica a cerca de 15km do Centro de São Paulo pela Rodovia Fernão Dias, é uma pedreira que foi desativada em 1973 e hoje é usada para a prática de escalada, contendo 55 vias de diferentes graus de dificuldade. Um lugar bonito, com um belo paredão que alimenta a fome de todos os praticantes de esportes Outdoor. É aqui que você salta de um dos maiores saltos de corda (Rope Jumping) do brasil.

Pedreira_Dib_Das_Trips_Leandro_Mikk_03
Alguns passos para o salto

A grande verdade é que você passa:

01 – Primeiro o medo da corda quebrar;

02 – Segundo é o medo de morrer; 

03 – Arrependimento, mais daí, não tem mais tempo pra isso, depois que pulou.

Uma outra verdade sobre esse esporte extremo, que dar uma adrenalina fora do comum, ele é mais seguro do que qualquer parque de diversão convencional.
Então bora voa bruxão!

O mergulho começa a uma altitude de 70 metros e resulta em 40metros de “queda livre” O equivalente a “os mais memoráveis ​3-4 segundos da sua vida”. de queda livre. Deixe-me dizer claramente, é claro que em certo momento dá um frio na barriga, antes do salto. Mas interprete isso como divertido. Minha primeira dose de Rope Jumping foi na Babylon Towers – Torres Abandonadas – São Bernardo do Campo, SP então já sabia o que vinha pela frente. Veja a foto a baixo:

Babylon_Towers_Das_Trips_Leandro_Mikk
Babylon Towers

Pedreira_Dib_Das_Trips_Leandro_Mikk_05
Vai com medo mesmo

Depois de sacudir e balançar o esqueleto, é claro que a boa pedida é passar no Restaurante do Dib. Foi minha primeira vez no restaurante, que por sinal recomendo muito em qualquer final de semana, se for saltar melhor ainda.

O restaurante Dib existe desde 1980 preserva costumes e tradições rurais, numa verdadeira volta ao melhor do passado. Comida caipira autêntica, feita na panela de ferro e fogão à lenha a sua frente. O sistema é self-service. Os pratos quentes estão expostos em panelas de ferro e travessas de barro em fogões antigos de ferro, bem típico do interior. Os carros de boi além de serem decorativos servem as saladas e sobremesas.

Ao todo temos uma variedade aproximada de 60 pratos quentes e frios, mais sobremesas e os aperitivos. É uma tentação! Temos pinga de alambique e afrodisíaca, batidas caseiras, feijão tropeiro, arroz carreteiro, torresmo, carne assada, lombinho, massas, mandioca frita, legumes, folhas verdes e muito mais! Além disso, temos doces caseiros – abóbora, leite, queijo fresco, arroz doce, curau e outras variedades.

Pedreira_Dib_Das_Trips_Leandro_Mikk_04
Fliperamas das antigas

Como chegar na Pedra do Dib

De São Paulo – seguir até o km 79 da Rod. Fernão Dias e pegar o viaduto que cruza por cima da rodovia e seguir pela Av. Coronel Sezefredo Fagundes, sentido Mairiporã, até o alto da Serra e pegar a estrada para a o Dib.

De Mairiporã – seguir pela Rod. Fernão Dias, sentido São Paulo, e subir o túnel da Mata Fria, virar à direita na Estrada Velha de Bragança, subir até o alto da serra e pegar a estrada para a o Dib.

Restaurante do Dib: http://www.dibrestaurante.com.br/

Veja o vídeo a baixo:

 

Pra você que é #Das Trips e vai fazer algumas atividades de esportes outdoor, essa é uma ótima opção para o seu roteiro.

Gostou? Deixa aí um comentário.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.